Boas Práticas | Formação continuada de professores em Paraty - RJ

Trabalho desenvolvido com rede municipal de ensino de Paraty em 2014 é atribuído ao programa de formação continuada de professores, desenvolvido pela organização Parceiros da Educação e a prefeitura com apoio do Juntos.

 

Desafio

Ao avaliar o desempenho em Língua Portuguesa dos alunos da rede municipal de ensino de Paraty, a Secretaria de Educação constatou uma queda no aprendizado na disciplina dos alunos do 4º e do 5º ano do Ensino Fundamental I.

Foi identificado que professores do 1º ao 3º ano passavam constantemente por cursos, como reforço para o período de alfabetização das crianças, mas que havia necessidade em desenvolver um conteúdo específico para a fase seguinte.

 

Solução 

Com apoio do Juntos, a organização Parceiros da Educação e a Secretaria de Educação de Paraty desenvolveram um programa de formação continuada aos professores de Língua Portuguesa do 4º e do 5º ano. São encontros mensais nos quais é oferecida a atualização do método de ensino com base no conteúdo da grade curricular de Português. O programa começou em 2014 e, por conta dos bons resultados, tem continuidade em 2015 e passou a agregar também os professores de Matemática.

 

Resultados 

Como resultado direto do programa está a melhoria do desempenho dos alunos no Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Saerj) em 2014 em comparação a 2013. Houve evolução de 10% da média dos alunos em Língua Portuguesa, como também em Matemática (4%). A secretaria atribui o bom resultado no Saerj à formação de professores aliado ao programa de Expectativa Mínima de Aprendizagem. A prefeitura também avalia que estes indicadores podem apresentar resultados mais significativos em 2015. A meta é chegar ao final de 2016 dentro dos parâmetros considerados adequados para o ensino de Português e Matemática pelo Saerj.

 

Quem participou da implementação?

Políticas Públicas devem ser baseadas em evidências. Para isso, nada melhor que dados quantitativos atualizados. Veja a plataforma QEdu - criada com o objetivo de dar vida aos dados e promover melhores políticas para a Educação.

 

Se você tem dúvidas sobre esta iniciativa em Paraty ou deseja saber mais sobre a implementação para replicar, deixe suas perguntas abaixo e fale com quem fez! 

Conteúdo presente também na(s) trilha(s):

Boas Práticas | Fortalecimento de Lideranças

 

Desafio

Fomentar o conhecimento e a troca de experiências é a grande missão da Comunitas. Para isso, a organização incentiva a produção do conhecimento e a formação de lideranças, considerado um complemento importante no enfrentamento dos desafios da administração pública. O programa Juntos tangibiliza essas diretrizes e tem uma atuação voltada para o desenvolvimento e o fortalecimento de habilidades de liderança, bem como de disseminação de novas ferramentas e procedimentos de gestão com foco na solução de questões estratégicas para a cidade e o desenvolvimento de suas equipes.

Entendemos que a credibilidade das instituições democráticas depende predominantemente da atuação dos gestores públicos como executores e guardiões da eficiência, da presteza e da qualidade das políticas públicas. Dessa forma, por meio do programa de bolsas da Comunitas, busca-se engajar os participantes em conhecimentos e experiências práticas que possam ser usadas para desenvolver liderança de pessoas e melhoria de processos na administração pública.

 

Soluções

O principal investimento da Comunitas para fortalecer as habilidades de liderança é feito por meio do Programa Juntos, concedendo bolsas de estudos para servidores públicos para o curso de pós-graduação Master em Liderança e Gestão Pública (MLG) do Centro de Liderança Pública (MLG) e para o mestrado em Gestão Pública da Universidade de Columbia (EUA).

O curso lato sensu do CLP é direcionado a servidores líderes que trabalham com implementação de projetos e participam das decisões estratégicas de governo. É indicado, também, a profissionais que atuam em parceria com o setor público e que desejam impactar a formulação de políticas públicas. O MLG tem duração de 15 meses e carga horária de 360 horas. Está estruturado em 11 módulos de dois dias e meio, com aulas ministradas em São Paulo, e quatro módulos de uma semana intensiva. Um dos módulos intensivos é realizado na Harvard Kennedy School of Government nos Estados Unidos.

A grade foi concebida dessa maneira para que os participantes possam conciliar o curso com o exercício de suas funções em suas cidades. O corpo docente é composto por renomados professores, governantes e gestores públicos, os quais proporcionam um ambiente de reflexão e de debate, além de um rico intercâmbio entre os participantes, com discussões sobre estudos de casos e proposições de soluções práticas para os desafios da gestão pública. 

Já a Universidade de Columbia é uma das mais importantes instituições de ensino do mundo. Tem uma Rede de trabalho integrada espalhada pelo globo, sendo que uma unidade está localizada no Rio de Janeiro (o Columbia Global Center) para ampliar a participação de pessoas latino-americanas em Columbia. O mestrado em Gestão Pública foi criado em 1977, com foco em políticas e gestão públicas. Com duração de 18 meses, as aulas são por videoconferência e, uma vez por mês, presencialmente no Rio de Janeiro. Dois módulos são realizados nos Estados Unidos ao longo do curso. O programa é altamente seletivo e conta com cerca de 25 servidores brasileiros por turma.

 

Recomendações

Ambos os cursos capacitam profissionais que atuam em parceria com o governo e que desejam impactar a formulação de políticas públicas. Para tanto, os candidatos selecionados pela instituição precisam ser capazes de liderar a implementação de decisões estratégicas de governo, além de zelar pela qualidade e continuidade das boas práticas públicas.