Voltar
Desafio

Introdução ao Tema da Tecnologia na Gestão Pública

Os governos – sejam eles federais, estaduais ou municipais – precisam fazer as escolhas corretas para promover a melhoria da vida das pessoas, enquanto são desafiados pelo crescimento da demanda por serviços de qualidade e a falta de recursos financeiros para investimentos. Para este dilema, uma das saídas possíveis é ganhar mais eficiência nos gastos públicos. Nessa busca, cresce o desenvolvimento de políticas que usam as chamadas Tecnologias da Informação e estabelecem padrões que visam a construção de uma arquitetura na qual o acesso à informação pelos cidadãos é facilitado.

Compartilhamento, troca e replicabilidade são palavras que traduzem bem a trajetória do Juntos nestes últimos quatro anos. Para auxiliar as ações desenvolvidas pelo programa para o aprimoramento da gestão pública municipal, a Comunitas desenvolveu diversas publicações com o propósito de apoiar a disseminação do conhecimento construído por meio dessa atuação em rede. Para tanto, busca-se resgatar, ordenar, interpretar e analisar as frentes de trabalho da organização. Todas estas iniciativas são pactuadas pela governança, lideradas pela Comunitas, executadas por nossos parceiros técnicos e acompanhadas sistematicamente pela equipe do Juntos.

Esta trilha de aprendizado da plataforma Rede Juntos tem como desejo fomentar a implementação das ditas Tecnologias da Informação na gestão pública municipal. A Tecnologia da Informação é uma área que utiliza a computação como um meio para produção, armazenamento e transmissão de informações de forma organizada. As ferramentas tecnológicas podem abranger e serem usadas em vários contextos, pois a sua definição é complexa e ampla, auxiliando o seu utilizador a alcançar um determinado objetivo de maneira mais eficiente e eficaz. A informação é um patrimônio, é algo que possui valor. O digital não se trata apenas de um monte de dados aglomerados, mas sim de um conjunto de informações classificadas e organizadas em prol de alguma finalidade. Para melhor exemplificar as soluções desenvolvidas com auxílio da TI na gestão pública, uma seleção de casos de destaque no município de Campinas, o primeiro a aderir ao Programa Juntos, serão apresentados como referência e guia para aqueles que desejam conhecer como o Juntos e seu modelo de governança compartilhada impactam a realidade das cidades brasileiras.

 

Dois acrônimos são muito utilizados para definir as tecnologias que tratam as informações, sendo estes TI (Tecnologia da Informação) e TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação).

 

Qual a diferença?

Em alguns casos são até empregadas como sinônimos. Basicamente as TIC estão inseridas dentro da área conhecida como Tecnologia da Informação. A TI consiste nos processos de tratamento, controle e comunicação de informação baseados em meios eletrônicos. Entende-se por TI toda a infraestrutura organizada de equipamentos, aplicações, banco de dados e redes de telecomunicações que permitem manipular, gerar e distribuir dados aos seus usuários de maneira eletrônica. Já as TIC são os processos de tratamento da informação, processos de transmissão ou comunicação dessa informação. A TIC é um conjunto de recursos tecnológicos que, se estiverem integrados entre si, proporcionam a comunicação de vários tipos de processos existentes. Ou seja: são tecnologias usadas para compartilhar informações.

A Tecnologia da Informação pode ser dividida de acordo com as seguintes áreas:

Hardware (infraestrutura e equipamentos) e seus componentes;

Software (programas e aplicações) e seus meios;

• Sistemas de telecomunicações;

• Gestão de informações e de dados.

A questão é que não existe receita única para determinar como aproveitar da melhor maneira as informações e o conhecimento em uma organização, seja ela pública ou privada. A escolha entre as ferramentas e métodos disponíveis precisa ser bem-feita, do contrário, gastos desnecessários ou perda de desempenho e eficácia podem ser o resultado. Por este motivo, qualquer decisão relacionada à TI precisa levar em conta as necessidades de cada setor, de cada objetivo, de cada atividade e até dos usuários. Independente da aplicação em que é utilizada, a Tecnologia da Informação sempre leva consigo alguns aspectos que aprimoram os processos, tais como: segurança, disponibilidade, comunicação, uso de sistemas adequados (eles realmente devem fazer o que foi proposto), tecnologias (qual é a melhor para determinada finalidade), legislação local e assim por diante. No caso dos governos, esse processo de informatização é empregado na oferta dos produtos e serviços do Estado à sociedade, aproximando o governo e os cidadãos. 

O uso de tecnologia nas relações e serviços dos governos são chamados de Governo Eletrônico. Este termo pode ser entendido como o uso estratégico das TICs como elemento viabilizador de um modelo de gestão pública mais eficaz e efetivo. O uso dos meios eletrônicos procura melhorar o acesso a informações e serviços aos cidadãos, otimizando a troca de informações entre os diferentes níveis de governo, ampliar a transparência e automatizar processos. Segundo o professor de Gestão Pública da FGV Fernando Abrúcio, “talvez a ação reformista mais significativa na gestão pública brasileira tenha sido o governo eletrônico”. Nesse sentido, ele cita a experiência do governo estadual de São Paulo como disseminador dessa prática. Com isso, torna-se importante perceber a adesão à tecnologia como uma evolução na prática de gestão máquina pública. 

 

Glossário Rápido!

A evolução constante da tecnologia computacional e das telecomunicações está fazendo com que o acesso à internet se torne cada vez mais amplo e rápido. Alguns termos ganharam força nos últimos anos e cada vez mais estão presentes na vida das pessoas, com o uso constante da Internet em dispositivos diversos. 

Mobilidade

A tecnologia móvel é exatamente o que o nome indica – tecnologia que é portátil. Exemplos de dispositivos de TI móveis incluem laptops, tablets e notebooks, smartphones, dispositivos de sistemas de posicionamento global (GPS), terminais de pagamento com cartão de crédito e débito sem fio, etc.

Cloud Computing

A computação em nuvem (cloud computing) é um conceito tecnológico que se refere ao processamento e à disponibilização dos dados em datacenters espalhados pelo mundo. As nuvens podem ser públicas, privadas ou híbridas (mescla da pública e da privada).

Big Data

Big data é um termo usado para descrever o crescimento exponencial e a disponibilidade de dados estruturados e não estruturados. Também pode descrever o conjunto de soluções tecnológicas (softwares de inteligência de mercado, CRM, aplicações analíticas etc.) para extrair informações relevantes destes dados.

Voltar