Voltar
Desafio

As Tecnologias utilizadas na Frente de Equilíbrio Fiscal em Campinas

Na frente de Equilíbrio Fiscal, além da metodologia bem definida e do envolvimento constante das pessoas para o desenvolvimento de uma rotina de acompanhamento das receitas e despesas, a tecnologia é necessária para uma implementação efetiva. É a partir dela que são construídas as bases de dados para construção de histórico e avaliação de resultados.

Como cada município possui uma infraestrutura de tecnologia distinta, este pilar ganha ainda mais relevância. Em prefeituras com empresas ou departamentos de tecnologia gerindo a infraestrutura, existem condições de se desenvolver ou adquirir softwares para o acompanhamento da frente de Equilíbrio Fiscal. Há também a alternativa de simplificar processos para que o acompanhamento seja feito com softwares já disponíveis na prefeitura. Planilhas bem estruturadas podem realizar os acompanhamentos com eficiência e qualidade. No caso de Campinas, um sistema foi cedido para a prefeitura pelo parceiro técnico inicialmente e, posteriormente, planilhas foram utilizadas para o controle.

Em ambos os casos, seja com um software implementado ou com uma planilha, as ferramentas tecnológicas precisam ser intuitivas e funcionais, independentemente da complexidade ou não. É imprescindível que as equipes tenham conhecimento de todas as funcionalidades, pois o acompanhamento de desvios pode ser impactado.

O ideal é que existam ferramentas específicas e dedicadas para acompanhamento da frente de Equilíbrio Fiscal, pois os índices de erro são menores e há um maior sigilo das informações incluídas. Um dos principais aspectos da utilização de ferramentas específicas e dedicadas de acompanhamento é o controle de acesso aos dados. Ao contrário de uma planilha eletrônica, onde, geralmente, os dados presentes na planilha podem ser livremente modificados, em um sistema, os dados são protegidos e apresentados de forma seletiva para cada usuário. Em planilhas, o risco das informações se perderem é maior, assim como a insegurança dos servidores em incluir ou até danificar o documento pelo uso.

Desde 2016, diversos departamentos da prefeitura buscaram no mercado ferramentas de análise e inteligência dos dados para o tratamento dos dados fiscais. Um software de BI chamado Tableau foi um desses sistemas pesquisados como alternativa.

 

1

Figura: Fases da frente de Equilíbrio Fiscal em Campinas

 

Voltar