Voltar
Temas

Segurança no Transporte Público

Diariamente milhares de pessoas fazem uso do transporte público coletivo para deslocarem-se até suas atividades cotidianas. Um transporte público adequado garante com que a população faça bom uso dos artifícios públicos, reduza seus gastos diários e movimente-se em segurança.

Veículos com bom estado de conservação e manutenção adequada representam o modelo ideal de condução que todo município deveria dispor a sua população. Garantir aos cidadãos um transporte público adequado que acarrete em um pequeno grau de risco é essencial.

Uma pesquisa realizada pelos órgãos CittaMobi e Diário do Transporte em 2017 expressou que a falta de segurança pública disposta pelo uso de ônibus é um dos fatores de maior apreensão entre os usuários.

O levantamento, que ouviu 59 mil usuários de ônibus, apontou um percentual de 32% dos usuários que mencionaram os problemas relacionados com a segurança pública como alarmantes. Deste total, 16% temiam a falta de segurança nas paradas, enquanto 16% sentiam-se inseguros dentro dos veículos.

A mesma pesquisa foi realizada um ano antes, em meados de 2016, e teve um percentual de 31% dos respondentes reivindicando a segurança dentro do transporte. A pesquisa de 2016 teve adesão de cerca de 47 mil pessoas.

A falta de segurança dentro do transporte público é uma realidade que aflige as cidades brasileiras. Furtos e assaltos são registrados todos os dias no país, fazendo com que soluções embasadas em inovações sejam pensadas por especialistas das áreas de tecnologia e segurança.

Neste nó evidenciaremos políticas implementadas em diferentes cidades do país que auxiliam a mobilidade urbana a tornar-se um segmento mais seguro. Através destas boas práticas relacionadas à segurança no transporte público, podemos identificar projetos que podem ser replicados e adaptados para o seu município, melhorando assim a qualidade de vida da população de sua cidade.

 

Belém e a Operação Ônibus Seguro

1
Foto: Guia Viajar Melhor.

A capital do Pará lançou em 2017 a Operação Ônibus Seguro. O projeto é uma iniciativa da Polícia Militar do estado do Pará em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Belém. Tem como objetivo reduzir o índice de roubos na região metropolitana da capital unindo polícia à sociedade civil no combate ao crime.

Em termos práticos, a Operação estima abordar cerca de mil ônibus por dia, proporcionando uma maior segurança para os usuários dos coletivos. O funcionamento do projeto se dá pelo acionamento da Polícia Militar pelos próprios motoristas em caso de suspeita.

Assim que acionados, a Polícia Militar se desloca até a condução e informa os passageiros da operação. Se houver necessidade, os policiais envolvidos fazem uma parte do trajeto dentro do ônibus para manter a segurança dos passageiros. Em caso de flagrante de atividade ilícita, a PM interrompe a viagem e conduz o suspeito para a delegacia mais próxima.

 

Curitiba e a inovação em Tecnologia para fomentar a segurança

4
Foto: Temporada Livre.

Na cidade de Curitiba, diversas soluções foram implementadas no escopo do transporte público. Após uma série de ocorrências criminais nos transportes públicos da capital paranaense, reivindicações da classe dos trabalhadores do segmento movimentaram a gestão local e evidenciaram a necessidade de inovações que provessem uma maior segurança no transporte público local. 

Para reduzir os assaltos relacionados ao transporte, a capital paranaense investiu em um site que mostra o deslocamento dos ônibus em tempo real. Através deste, o passageiro pode sair de casa em um horário próximo à chegada do ônibus no ponto desejado, não tendo a necessidade de aguardar sua vinda.

Além disso, o município também investiu em um bilhete eletrônico pré-pago para reduzir a necessidade do passageiro em manusear dinheiro no transporte público. A iniciativa, que traduz a necessidade de inovação dentro do aspecto do transporte público municipal, foi da Associação Metrocard em parceria com a Transdata Smart.  

 

Guarulhos e o Botão de Pânico

2
Foto: Prefeitura de Guarulhos

O Município de Guarulhos lançou, em 2018, o Botão de Incidente Grave (BIG), também conhecido como “Botão de Pânico”. A iniciativa da prefeitura foi feita em parceria com a Guarupass e a CittaMobi, permitindo aos usuários de ônibus da cidade reportar situações como assalto, assédio sexual e violência.

O usuário que necessitar reportar alguma situação grave deve baixar o aplicativo do Cittamobi na Apple Store ou na Play Store, selecionar uma parada de ônibus, uma linha ou um ônibus e clicar na parte inferior da tela. Assim que o procedimento é feito, um alerta é enviado diretamente aos órgãos de controle de trânsito e segurança da cidade.

A iniciativa alia-se com outras possibilidades futuras. Além do botão de pânico, o município estuda a ideia de implementar câmeras de segurança interna nos veículos em um futuro próximo para combater ocorrências violentas no transporte público. 

 

Voltar