Voltar
Desafio

O que é Curitiba 2035

apresentação

 

Apresentação

O processo de urbanização é uma tendência marcante em países em estágio de desenvolvimento como o Brasil. Esse fenômeno traz em seu bojo a exacerbação de problemáticas relativas à vida em territórios com grandes aglomerações humanas.

Energia, saneamento básico, educação, saúde, segurança, moradia, acolhimento social, mobilidade, geração de empregos, entre outros, compõem uma complexa e desafiadora pauta a ser adequadamente endereçada. A natureza desses desafios exige soluções sustentáveis em intervenções estruturantes e que, sobretudo, tenham perenidade, pois a característica principal de projetos e iniciativas de caráter estruturante é que estes demandam mais tempo para implementação e os resultados mais significativos são colhidos em médio e longo prazos.

Com a devida consideração a todos os problemas das cidades, salienta-se que dois dos maiores desafios à melhoria das condições de vida nelas estão vinculados à ausência de visão compartilhada de futuro e à dificuldade de continuidade de programas e projetos, tanto na gestão pública quanto na esfera privada. A mirada de curto prazo e a descontinuidade das ações configuram um modus operandi que penaliza a sociedade de modo geral, pois impossibilita a soma ou a multiplicação de resultados positivos, dificulta o acúmulo de aprendizados de experiências passadas e onera o sistema com contínuos reinvestimentos em soluções que respondem de forma paliativa.

É nesse contexto que se insere o Curitiba 2035, que dá continuidade e aprofundamento do processo reflexivo do Curitiba 2030, que aconteceu em 2010. A constatação dos impactos desfavoráveis dessa lógica de funcionamento e o anseio de transformar essa realidade compõem os espaços emocional, intelectual e de articulação social de condução desse trabalho. Fruto de uma parceria entre Comunitas, Instituto Arapyaú, Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Sistema Fiep) e Prefeitura Municipal de Curitiba, a iniciativa foi realizada com participação da sociedade por meio de dinâmicas de criação de inteligência coletiva.

Trata-se, portanto, de uma construção cidadã com o propósito de explicitar o futuro almejado pela sociedade e, com isso, orientar o processo de desenvolvimento sustentável da cidade.

Esta publicação sistematiza o trabalho efetuado com vistas a instrumentalizar as aspirações e o sonho da sociedade curitibana, bem como de suas interrelações metropolitanas, no sentido de auferir um crescimento ordenado, com desenvolvimento socioeconômico e primando pela qualidade de vida e bem-estar da população. De forma pragmática, este documento traduz o mapa do caminho a ser percorrido para a concretização do futuro desejado para a cidade.

O sucesso dessa construção cidadã estará indubitavelmente vinculado à capacidade de articulação e ao comprometimento social, implicando gestores públicos e privados, tomadores de decisão, formadores de opinião e stakeholders diversos na sua consecução. A governança do Curitiba 2035 terá um papel de guardiã desse processo. Todos são responsáveis e têm uma contribuição importante a dar, sendo todos convidados a participar ativamente.

Curitiba é reconhecida internacionalmente como inovadora, particularmente no que tange à criação de soluções inteligentes no urbanismo e no transporte público.

Experiências tais que foram transferidas para muitas cidades do mundo. A aspiração é continuar inovando, só que dessa vez na criação do futuro coletivamente desejado para a Curitiba dos nossos sonhos.

Leia a publicação do Sistema Fiep na íntegra:

 

Voltar