Voltar
Desafio

Conceitos | Grupos de Processos em um Projeto

O gerenciamento de projetos é um empreendimento integrado e demanda que cada processo de projeto ou produto seja alinhado e conectado de forma apropriada com os outros processos, facilitando assim a coordenação. Processo é um conjunto de ações e atividades inter-relacionadas, que são executadas para alcançar um produto, resultado ou serviço previamente definido. As ações executadas em um processo afetam o próprio e todos os outros relacionados. Cada processo é caracterizado por suas entradas, ferramentas e técnicas que podem ser aplicadas e as saídas resultantes. Em um projeto existem 47 processos inter-relacionados.

Um gerenciamento de projeto bem-sucedido inclui trabalhar ativamente com essas atividades relacionadas para alcançar os objetivos e atender as partes interessadas.

grupos de processos em um projeto

Figura: Grupos de processos de um projeto.

 

Os processos são agrupados em cinco categorias, conhecidas como grupos de processos de gerenciamento de projetos:

  • Grupo de Processos de Iniciação: são os processos realizados para definir um novo projeto ou nova fase de um projeto já existente. É necessária a validação dos patrocinadores para iniciá-los;
  • Grupo de Processos de Planejamento: processos realizados para definição do escopo do projeto, refinamento dos objetivos e atividades e esforços necessários para alcançar os objetivos do projeto;
  • Grupo de Processos de Execução: processos realizados para executar o trabalho no planejamento para atender às especificações do projeto;
  • Grupo de Processos de Controle: processos necessários para acompanhar, revisar e regular o progresso e o desempenho do projeto, localizando os desvios e propondo planos de ação para correção ou alteração das atividades;
  • Grupo de Processos de Encerramento: processos executados para finalizar todas as atividades dos grupos de processos, encerrando formalmente o projeto ou a fase.

Os grupos de processos são atividades sobrepostas que ocorrem em diversos níveis de intensidade durante todo o projeto. Esses grupos são interligados e relacionam- se entre si. Os processos de iniciação, por exemplo, interagem com os processos de planejamento assim como os processos de planejamento interagem com os processos de execução e assim por diante. Os cinco grupos de processos possuem conjuntos de ações que levam o projeto adiante, em direção ao seu término.

nível de interação dos grupos

Figura: Nível de interação entre os grupos de processos e o tempo durante o ciclo de vida do projeto.

 

Dentro de cada grupo de processos, os processos individuais podem ser ligados pelas suas entradas e saídas. Focando nessas ligações podemos descrever cada processo nos termos de:

  • Entradas: documentos ou produtos que serão trabalhados pelo processo
  • Ferramentas e técnicas: mecanismos aplicados às entradas para criar as saídas
  • Saídas: documentos ou produtos que serão o resultado final do processo.

As entradas, ferramentas e técnicas e as saídas dos processos transformam decisões, condições, planos e reações em condições e progresso. Em geral as saídas de um processo tornam-se entradas para outro processo ou são entregas do projeto. Dentro de cada processo as ferramentas e técnicas usadas orientam e influenciam a sua saída. Uma saída com falhas pode comprometer a entrada de processos dependentes.

Os processos podem ser, até certo ponto, personalizados de acordo com cada projeto, dependendo do nível de complexidade. Podem ser modificados ou excluídos para melhor atender as particularidades de dado projeto.

Conforme já mencionado, os grupos de processos estão interligados entre si, sendo que o relacionamento e controle durante o ciclo de vida do projeto seguem a lógica do ciclo PDCA (Plan, Do, Check e Act). A forma de funcionamento PDCA é a maneira que ela suporta os grupos de processos.

Voltar