Voltar
Desafio

Como tornar cidades mais turísticas no Natal? | O caso de Gramado, Rio Grande do Sul

Em meados de 1986, o município de Gramado quis revitalizar a tradicional Festa das Hortênsias, que deu origem a outros eventos anuais como a Fearte e o Festival de Cinema. Um dos moradores da cidade, que também era Secretário de Turismo do município, viajou para a Disney e foi inspirado com a ideia de trazer efeitos de iluminação para Gramado.

Na época, cidade atraía diversos visitantes no inverno e poucos visitantes no verão. Desta forma, sabendo que o mês de dezembro dispunha de pouco movimento turístico, surgiu a ideia de utilizar o Natal para fomentar o turismo.

 

1
Foto: Peixe Urbano.

 

Depois de uma série de estudos da administração pública local, foi decidido enfeitar toda a cidade com a temática natalina no mês de dezembro. Aliado às luzes postas na cidade, Gramado passou a contar com sonorizações e espetáculos na Avenida da cidade. Além disso, postes enfeitados com entornos como pirulitos e pinheirinhos passaram a ser dispostos na localidade.

Mobilizando cidadãos com a ideia, moradores, artistas influentes da cidade e comerciantes locais passaram a se juntar para auxiliar na organização deste evento. Foi criada então uma Comissão Organizadora para a 1ª edição oficial do Natal Luz.

 

1
Foto: Tripadvisor.

 

Desde então, o Natal Luz é um dos maiores eventos natalinos do mundo. O evento faz com que dezembro configure-se, ao lado das férias de julho, como a alta temporada do município de Gramado – embora supere o período de inverno. Depois de sua criação o Natal Luz tornou-se maior e mais expressivo conforme o tempo passava.

Hoje conceito do evento é tão forte que o mês de dezembro é o de maior procura em hotéis e pousadas do município, aquecendo segmentos do comércio como o setor hoteleiro e trazendo cerca de 2 milhões de pessoas para assistir ao espetáculo. 

O evento já tem mais de 30 anos de história e dá resultados positivos: entre novembro de 2014 e janeiro de 2015, o município arrecadou R$ 10,3 milhões de Imposto Sobre Serviços (ISS) e mais de R$ 5 milhões em ICMS, configurando o período de maior arrecadação de tributos para a cidade. 

 

 

+ Confira outras fotos do Natal Luz:

Voltar