Voltar
Desafio

Coexistência em uma cidade global

A temática da coexistência em uma cidade global nasce a partir de fenômenos culturais relacionados com a identidade populacional. A iniciativa Curitiba 2035 fomenta que multiculturalismo, diversidade, equidade, inclusão, vulnerabilidade e ética fazem parte dos processos reflexivos que desenvolvem o projeto. 

Quando se fala da coexistência em uma cidade global, entende-se que os movimentos políticos, econômicos, culturais e educacionais demandam esforços para sua absorção. A partir disso, deve existir uma reconstrução interna a fim de tornar a cidade mais justa para todos que estão ligados com a promoção da equidade. 

Esta temática foi considerada fundamental no projeto, uma vez que situa a condição humana como protagonista das ações estratégicas propostas pelo Curitiba 2035

Hoje, Curitiba detém o percentual da segunda capital brasileira com a menor taxa de pobreza do país. No que diz respeito aos índices de equidade em Curitiba, sabe-se que:

 

 

A fim de construir, de maneira sólida, uma cidade cujos valores seriam solidariedade, igualdade e sustentabilidade, os participantes do Programa Curitiba 2035 identificaram algumas barreiras que poderiam impedir a visão de futuro projetada: 

  • Desrespeito às diferenças sociais e culturais;
  • Desinteresse pela cultura local;
  • Expressivo contingente de população em situação de rua;
  • Alto índice de violência;
  • Insuficiência de infraestrutura adaptada a pessoas com deficiência e idosos;
  • Incipiência no debate e na implementação de ações voltadas a minorias;
  • Restrita participação social nas decisões governamentais.

Além das barreiras, foram identificados também alguns fatores críticos de sucesso que podem influenciar a equidade na cidade de Curitiba, como educação, cultura, gestão, infraestrutura e políticas públicas. Para fazer com que Curitiba se torne uma cidade que prioriza a coexistência em uma cidade global, foram propostas diversas ações que projetam a equidade a um longo prazo.

 

Educação e Cultura

A educação e a cultura visam fazer com que a população detenha conhecimento, atitudes e valores condizentes com os preceitos de equidade. Desta forma, acredita-se que todos que vivem em Curitiba e em sua região metropolitana possam viver em harmonia.

 

Gestão

A gestão condiz com os processos de planejamento, monitoramento e avaliação das políticas propostas para Curitiba e sua região metropolitana. É necessário frisar que a gestão também tem a responsabilidade de alocar os recursos disponíveis para as frentes de trabalho, sejam eles financeiros, tecnológicos ou humanos.

 

Infraestrutura

A infraestrutura é a base material que dá todo o suporte necessário ao desenvolvimento da cidade em geral. Quando se fala da infraestrutura no contexto da coexistência em uma cidade global, compreende-se todo o conjunto de atividades, serviços, equipamentos e instalações que tornam concreta a iniciativa voltada para este eixo.

 

Políticas Públicas e Legislação

As políticas públicas e a legislação são as diretrizes que orientam o município sobre como coexistir em uma cidade multicultural. Estes fatores influenciam de maneira expressiva a realidade social do município, estabelecendo normas de conduta que asseguram a estabilidade das relações sociais. 

Voltar