Voltar
Temas
Desafio

Apresentação da Trilha

De tempos em tempos uma palavra nova aparece e passa a povoar as conversas sobre inovação. Das muitas buzzwords que surgiram, a palavra blockchain tem ocupado  cada vez mais fóruns e conversas entre especialistas e gurus da inovação. 

A tecnologia por trás das moedas digitais abriu possibilidades para um novo modo de pensar as relações de troca, as moedas, a confiança e as regras do mercado. Para especialistas e entusiastas o blockchain será a tecnologia do futuro. Alguns até ousam dizer que será tão revolucionária quanto a internet. Será? Para que tomadores de decisão possam refletir sobre as oportunidades que ela representa, nada mais lógico que eles busquem benchmarks e reflexões sérias sobre o tema. Para podermos entender os desafios e oportunidades que surgem a partir dessa tecnologia, criamos esta trilha de conhecimento. 

Blockchains são redes descentralizadas que possibilitam confiança pela própria tecnologia. Desse modo, a tecnologia pode ser usada para realizar operações financeiras, compartilhar informações de forma online e até mesmo firmar contratos entre empresas e governos. 

Nota aos leitores: os termos bitcoin e blockchain serão usados, daqui pra frente, sem negrito ou itálico, supondo que um novo vocábulo surgiu no vernáculo).

 

E no setor público?

Tyler Bryson, vice-presidente da Microsoft para América Latina e Caribe, afirmou durante Fórum Econômico Mundial de 2018 que "é possível criar processos para acabar com a burocracia, podemos nos tornar líderes em tecnologia contra a burocracia e é possível criar soluções criativas para isso". Governos nacionais como os da Estônia, Canadá e Singapura estão investindo expressivamente em soluções em blockchain. A expectativa destes governos é, assim como do setor privado, reduzir o custo operacional de serviços e maximizar a transparência de seus processos, garantindo assim um melhor acesso de atividades concedidas para a população. 

Iniciativas que utilizam blockchain para gerar impacto social ainda estão engatinhando, mas prometem mudanças importantes entre as organizações que atuam voltadas ao bem e impacto público e social. Segundo levantamento da Universidade de Stanford, 34% das iniciativas relacionadas ao iniciaram em 2017 ou depois e 74% ainda estão na fase piloto. Entre os segmentos, o de democracia e governança tem demonstrado avanços na aplicação da tecnologia. Nessa trilha de conhecimento, falaremos de alguns exemplos como o do governo da Estonia que adotou em 2008 a tecnologia e hoje entrega a vasta maioria de seus serviços pelo e-Estonia.

Impacto
Fonte: Stanford University | Blockchain Beyond the Hype.

 

A Rede Juntos é voltada para servidores públicos e todo conteúdo aqui produzido pode ser sistematicamente revisado e melhorado. Então fiquem de olho, aproveitem o que preparamos e não deixem de deixar suas sugestões para melhoria do material. Se tiverem dúvidas, escrevam abaixo. Direcionaremos para especialistas responderem. 

 

Boa leitura!

Vamos Juntos?

Voltar